• ENGENHARIA ELETRÔNICA - BACHARELADO
  • CALENDÁRIO
NOME DO CURSO ENGENHARIA ELETRÔNICA NÍVEL GRADUAÇÃO GRAU BACHARELADO INICIO DO CURSO 02/2015 CONCEITO DO CURSO ENADE: CEE/AM: PERIODICIDADE SEMESTRAL INTEGRALIZAÇÃO 10 PERÍODOS
SELECIONE O MUNICÍPIO
UNIDADE ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA
TURNO NOTURNO MODALIDADE PRESENCIAL NÚMERO DE CRÉDITOS 226 CARGA HORÁRIA MÍNIMA 4250 EM EXTINÇÃO? NÃO PARFOR? NÃO CÓDIGO DO INEP
  • Periódicos da CAPES
  • Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

APRESENTAÇÃO

SOBRE O CURSO A proposta do novo curso atende às expectativas e às necessidades dos candidatos interessados em adquirir capacitação profissional e habilitação em Engenharia Eletrônica, com ênfase em Engenharia de Sistemas Eletrônicos Embarcados e Automação Industrial. Conforme já registrado neste Projeto Pedagógico, a análise de mercado conclui que há demanda para profissionais com essa habilidade, para atuarem em empresas e organizações emergentes, tanto no Polo Industrial de Manaus – PIM quanto na região amazônica e restante do Brasil.

Objetivo Geral

Formar Engenheiro Eletrônico com sólida formação científica e profissional, com perfil generalista e as competências necessárias para a solução de problemas do mundo real, capaz de intervir em processos automatizados e sistemas eletrônicos embarcados, nos sistemas de produção e de gestão das indústrias. Sua atuação no mercado de trabalho está voltada ao empreendedorismo, o desenvolvimento de pesquisa, a inovação, a difusão tecnológica e a integração de processos de Automação Industrial e Sistemas Eletrônicos Embarcados. Os conhecimentos adquiridos durante o Curso devem ser aplicados considerando os aspectos humanos, econômicos, políticos, culturais, sociais e ambientais.

Objetivos Específicos

• Capacitar o discente para análise de processos industriais que envolvem sistemas eletromecânicos, eletroeletrônicos, de automação industrial e eletrônicos embarcados;

• Possibilitar, ao discente, a construção de competências que lhe possibilite enfrentar os desafios e o questionamento do mundo do trabalho e entendimento mais detalhado dos processos produtivos;

• Preparar o discente para integrar sistemas, buscando soluções em automação industrial e sistemas eletrônicos embarcados;

• Desenvolver no discente: o empreendedorismo, a capacidade de comunicação, técnicas de gestão de processos automatizados, e técnicas de gestão de sistema de garantia da qualidade;

• Preparar o discente para respeitar e fazer respeitar os procedimentos técnicos, a legislação específica de saúde e segurança no trabalho e de conservação dos recursos naturais e do meio ambiente;

• Estimular o discente a trabalhar em grupos, ser participativo, tomar decisões e a ser criativo.

ÁREAS DE ATUAÇÃO De acordo com Resolução CNE/CES 11, de 11 de março de 2002 e Resoluções 218/CONFEA, de 29 de junho de 1973 e de N º 1010/CONFEA, de 22 de agosto de 2005, a quais dispõem sobre a regulamentação da atribuição de títulos profissionais, atividades, competências e caracterização do âmbito de atuação dos profissionais inseridos no Sistema Confea/Crea, as atividades de atuação do Engenheiro Eletrônico, descritas no Art. 9º da Resolução nº 218/CONFEA são relacionadas a materiais elétricos e eletrônicos; equipamentos eletrônicos em geral; sistemas de comunicação e telecomunicações; sistemas de medição e controle elétrico e eletrônico; seus serviços afins e correlatos.

Conforme descrito nos Referenciais Curriculares Nacionais dos Cursos de Engenharia/MEC, o Engenheiro Eletrônico é habilitado para trabalhar em empresas de automação e controle, no mercado industrial e de sistemas de automação predial; na fabricação e aplicação de máquinas e equipamentos elétricos e eletrônicos; em áreas que envolvam componentes, equipamentos e sistemas eletrônicos; com desenvolvimento de softwares para equipamentos; na operação e na manutenção de equipamentos eletrônicos; e no desenvolvimento de circuitos digitais e analógicos; com projetos de circuitos eletrônicos específicos e microeletrônicos, desenvolvimento de instrumentos de medidas; no desenvolvimento de sistemas de controle de processos físicos e químicos; com sistemas de áudio/vídeo e comunicação de dados; com hardware e software de sistemas computacionais e processamento de sinais-imagem.

O curso de Engenharia Eletrônica da UEA oferecerá uma formação sólida e comprometida com as exigências do mercado. O engenheiro formado pela EST estará apto a desempenhar suas competências nas mais diversas áreas de tecnologia nas empresas do Polo Industrial de Manaus – PIM e demais empresas públicas e privadas, em instituições públicas, empresas de consultoria e assistência técnica podendo exercer funções de gerência e desenvolvimento de projetos, manutenção, desenvolvimento e aplicação de sistemas eletrônicos embarcados, automatizados, além de atuar em ensino e pesquisa científica.

PERFIL DO PROFISSIONAL O perfil do egresso do Curso Superior em Engenharia Eletrônica está em conformidade com as Diretrizes Curriculares Nacionais RESOLUÇÃO CNE/CES 11, DE 11 DE MARÇO DE 2002, emitida pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) por meio da Câmara de Educação Superior (CSE) que assim dispõe em seu artigo 3º:

Art.3º O Curso de Graduação em Engenharia tem como perfil do formando egresso/profissional o engenheiro com formação generalista, humanista, crítica, e reflexiva, capacitado a absorver e desenvolver novas tecnologias, estimulando a sua atuação crítica e criativa na identificação e resolução de problemas, considerando seus aspectos políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais, com visão ética e humanística, em atendimento às demandas da sociedade.

Ao concluir o curso, o Engenheiro Eletrônico estará apto ao exercício profissional para o desenvolvimento sustentável do país, sempre com conduta ética e com respeito à vida. O Engenheiro Eletrônico é um profissional da área de exatas voltado para a solução de problemas práticos do dia a dia de uma empresa atuando na implantação, operação, manutenção, supervisão de processos ligados a Engenharia Eletrônica, gerenciamento de grupos de trabalho e elaboração de orçamentos.

Com a formação em Engenharia de Sistemas Eletrônicos Embarcados e Automação Industrial, o egresso terá a oportunidade de se capacitar a projetar e programar sistemas baseados em microcontroladores, tanto abrangendo as atividades relacionadas com a montagem e manutenção das estruturas de hardware (placas, circuitos e interconexões) como desenvolver e manter o software dedicado (firmware) embutido no sistema digital.

Conforme estabelecido anteriormente, este perfil só é normalmente encontrado no mercado em profissionais com alguns anos de experiência. Considera-se que a abertura da ênfase de formação em Engenharia de Sistemas Eletrônicos Embarcados representará para os futuros egressos a oportunidade de inserção imediata no mercado de trabalho e em posição de vantagem em comparação com egressos de cursos tradicionais de Engenharia Elétrica e Eletrônica.

Desde que foi instituída, os Cursos de Engenharia da UEA, tem por objetivo contribuir para o atendimento às demandas da sociedade em sua área de atuação, bem como para o desenvolvimento sustentável da região e do país, ofertando aos seus alunos a oportunidade de formação profissional de alta qualidade. Portanto, para o cumprimento de sua finalidade, o Curso referencia-se na qualidade que pretende imprimir à sua atividade formadora, com visão crítica e criativa, calcado na ética profissional, tendo como meta alcançar a excelência em nível nacional na formação de profissionais de Engenharia Eletrônica.

Desta forma o objetivo do Curso da UEA sempre foi o de formar Engenheiros capacitados a atender às diferentes solicitações profissionais pertinentes, com uma visão crítica, criativa e inovadora, através de uma sólida formação básica, geral e humanística, associada à sua formação profissional específica. O novo curso atenderá às expectativas e às necessidades dos candidatos interessados em adquirir capacitação profissional e habilitação em engenharia eletrônica em uma área de crescente importância no cenário das indústrias de equipamentos eletrônicos. Trata-se, portanto de um benefício à região, que está demandando profissionais com essas habilidades para atuarem em empresas e organizações emergentes, empreender seus próprios negócios e atuarem na pesquisa e desenvolvimento. Assim sendo, a implantação da ênfase inédita na região de formação de Engenheiros em Sistemas Eletrônicos Embarcados e a transformação de Tecnologia para Engenharia da ênfase em Automação Industrial, representa a continuidade do esforço qu
e vem sido despendido pela Universidade Estadual do Amazonas, capacitando os futuros discentes a serem agentes de transformação da sociedade.

Conforme disposto nos “REFERENCIAIS CURRICULARES NACIONAIS DOS CURSOS DE ENGENHARIA expedidos pelo Ministério da

SITUAÇÃO LEGAL ATO DE CRIAÇÃO: Resolução Nº 32/2014-CONSUNIV/UEA, publicada no DOE de 27/06/2014, pg. 13, com a oferta inicial via concurso vestibular e sistema de ingresso seriado (SIS), realizados em 2014, acesso 2015, autorizada pela Resolução Nº 45/2015-CONSUNIV/UEA, publicada no DOE de 04/08/2014, pg. 15 e 16.

ATO DE RECONHECIMENTO: Tramitando internamente.

COORDENAÇÃO
NOME E-MAIL CARGO FONE FAX
JOZIAS PARENTE DE OLIVEIRA JPOLIVEIRA@UEA.EDU.BR Coordenador 92 3878-4330