• LICENCIATURA PLENA PARA PROF. INDÍGENAS DO ALTO SOLIMÕES - LICENCIATURA
  • CALENDÁRIO
NOME DO CURSO LICENCIATURA PLENA PARA PROF. INDÍGENAS DO ALTO SOLIMÕES NÍVEL GRADUAÇÃO GRAU LICENCIATURA INICIO DO CURSO 06/2006 CONCEITO DO CURSO ENADE:CURSO AINDA NÃO AVALIADO CEE/AM:AGUARDANDO RESULTADO PERIODICIDADE SEMESTRAL INTEGRALIZAÇÃO 6 PERÍODOS
SELECIONE O MUNICÍPIO
UNIDADE UNIDADE DE BENJAMIN CONSTANT
TURNO VESPERTINO MODALIDADE MODULAR NÚMERO DE CRÉDITOS 164 CARGA HORÁRIA MÍNIMA 2960 EM EXTINÇÃO? NÃO PARFOR? NÃO CÓDIGO DO INEP
  • Periódicos da CAPES
  • Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

APRESENTAÇÃO

SOBRE O CURSO O Curso de Licenciatura para Professores Indígenas do Alto Solimões, com 07 (sete) habilitações (Língua Indígena Ticuna, Língua Portuguesa e Literatura e Espanhol; Língua Indígena Kokama, Língua Portuguesa e Literatura e Espanhol; Artes e Educação Física, Biologia e Química; Física e Matemática; História e Geografia; Antropologia, Sociologia e Filosofia) se propõe a formar Professores Indígenas do Alto Solimões para gerir a educação escolar indígena em suas comunidades, em consonâncias com Diretrizes pertinentes a Educação Indígena de um ensino diferenciado e específico e as expectativas formuladas pela comunidade.
ÁREAS DE ATUAÇÃO Atuar nas séries finais do ensino fundamental e ensino médio nas escolas indígenas de suas comunidades como professores e gestores dos sistemas de educação escolar indígena nos municípios de Tabatinga, Benjamim Constant, Atalaia do Norte, Santo Antonio do Iça, Amatura, São Paulo de Olivença e Tonantins.
PERFIL DO PROFISSIONAL O perfil profissional do Licenciado em Licenciatura para Professores Indígena do Alto Solimões inclui as seguintes competências e habilidades:

a) Planejar e gerenciar sua educação formal;

b) Entender a escola como espaço de criação, reflexão e ação, de compromisso com a realidade, de respeito aos valores e interesses das comunidades;

c) Desenvolver instrumentos teóricos e metodológicos para fazer a interlocução entre os saberes tradicionais e o científico;

d) Desenvolver o ensino bilíngüe compreendendo a importância do domínio da língua materna assim como da língua portuguesa como instrumento de negociação com a sociedade envolvente;

e) Desenvolver projetos pedagógicos que corresponda aos anseios da comunidade local.

SITUAÇÃO LEGAL ATO DE CRIAÇÃO: Resolução CONSUNIV 010/2005.

ATO DE RECONHECIMENTO: Tramitando no CEE Processo nº 780.000154/2011.

COORDENAÇÃO COORDENADOR NÃO INFORMADO.